Entrevista a Miguel Teles | Plantar Uma Árvore

Por Rosana Terres

Entrevista ao Espaço Familiar Ronald McDonald – Hospital de Santa Maria

Qual o contributo dos estudantes do Ensino Superior na sua organização? E no voluntariado em geral?

 

O contributo é substancial já que a maior parte dos nossos voluntários é constituída por estudantes que trazem muita energia, alegria e entusiasmo a todas as atividades 

 

Pelo contrário, o voluntariado em geral é composto maioritariamente por voluntariado sénior. Poderia e deveria haver maior participação de estudantes.


 

Qual o impacto do voluntariado na vida dos estudantes?

 

O impacto é positivo. Coloca-os perante realidades novas e é uma experiência que os acompanha para o resto da vida, Muitos continuam a ser voluntários pela vida fora, mesmo durante a sua vida profissional.


 

Os voluntários estão preparados para o voluntariado? Por exemplo, conhecem os seus direitos e deveres? Falta formação?

 

Consideramos que existe falta de formação nesta área, os voluntários apenas tomam conhecimento dos seus direitos e deveres na formação que é fornecida aquando da sua integração.

 

A maior parte dos voluntários não conhece os diferentes tipos de voluntariado que é possível desenvolver. Ser voluntário é apenas brincar com crianças ou acompanhar idosos.

 

Nessa medida, quando são confrontados com outro tipo de tarefas, como por exemplo meros trabalhos administrativos, sentem que não estão a ser úteis.

 

Desconhecem que todas as tarefas são igualmente importantes e válidas para a instituição e por isso sentem que a suas expetativas foram frustradas.


 

Que competências os voluntários desenvolvem através do voluntariado na sua organização?

 

Desenvolvem em várias áreas, nomeadamente a nível intrapessoal e interpessoal, desenvolvimento da sensibilidade e empatia, bem como das suas capacidades práticas. Constitui também uma preparação para a futura vida profissional


 

Em que tarefas colaboram na sua organização?

 

Podem colaborar em vários tipos de tarefas, consoante a sua disponibilidade horária:

- Apoio logístico durante os dias de semana, que consiste em realizar tarefas de limpeza, organização do Espaço, receção e acolhimento das famílias.

- Apoio logístico ao fim de semana, substituindo a equipa e fazendo a receção e acolhimento das famílias.

- Apoio pontual que se pode traduzir-se em workshops de culinária, de pintura; realização de atividades lúdicas, festas de aniversário, massagens e outros


 

Quantos voluntários tem a organização?

 

No presente momento e devido ao contexto da pandemia o número de voluntários inscritos é de apenas 18. Encontra-se muito abaixo do que é necessário, pelo que pretendemos recrutar o maior número possível logo após o desconfinamento.

Entrevista a Elisabete Andrade | Casa dos Animais de Lisboa

Por Marta Reis

Entrevista a José Janeiro | CASA - Centro de Apoio ao Sem Abrigo

Por Beatriz Rosa

Entrevista a Manuela Frias Costa | Amigo Grande Amigo Pequeno

Por Rosana Terres